Ministério da Cultura, BNDES e Petrobras apresentam
15 A 22 DE SETEMBRO DE 2015 / BRASÍLIA / DF

Ninguém Nasce no Paraíso (Matriz Proibida)

Ninguém Nasce no Paraíso (Matriz Proibida)
MOSTRA BRASÍLIA - TROFÉU CLDF
CURTA-METRAGEM
Ninguém Nasce no Paraíso (Matriz Proibida)
VER TODOS OS FILMES

EXIBIÇÕES

19 de setembro de 2015, 
17h - Cine Brasília

direção: Alan Schvarsberg
documentário, cor, digital, 25min, DF, 2015

elenco: depoimentos de Francinete de Jesus Santana, Gustavo Pescador, Jerranilly Guedes, Letícia Ketlyn, Vicente Ferreira, Márcia Teixeira, Marco Aurélio da Silva, Marilde Martins da Costa, Marinalva Fonseca da Silva, Monique Roselaine de Souza Ferreira e Rogaciano Luiz Silva

classificação indicativa: livre

 

SINOPSE

No paraíso da ilha de Fernando de Noronha, espécies em extinção como a tartaruga marinha, que retorna ao local onde nasceu para depositar seus ovos, encontram abrigo e políticas de preservação. Em contrapartida, a espécie humana encontra-se em extinção diante da atual proibição do nascimento na ilha, quando as gestantes são expulsas aos sete meses de gravidez e forçadas a deixar suas casas rumo a Recife ou Natal. Nesse cenário, mulheres da ilha lutam pelo direito ao parto e contam histórias sobre suas gestações em um contexto de ameaças, criminalização, violências físicas e psicológicas por parte do hospital, administração local e o silêncio da comunidade.

DIREÇÃO

Alan Schvarsberg
É brasiliense, diretor e diretor de fotografia. Desde 2010, realiza documentários no Distrito Federal com temáticas sociais, políticas e ambientais. Integrou a equipe de realização coletiva do longa Sagrada Terra Especulada, vencedor do troféu Câmara Legislativa de 2011 de melhor filme; da mesma maneira, integrou o coletivo que realizou o curta-metragem Ditadura da Especulação, vencedor de diversos prêmios em festivais no país, dentre eles o de melhor curta-documentário do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2012. Realizou ainda o curta-metragem Roda Mundo, em 2010. Em 2015, foi diretor de fotografia do longa-metragem Homem de Barro, de William Alves, e do curta-metragem  Não É Pressa, é Saudade. Atualmente dirige a websérie No Correr das Àguas e está em pré-produção do longa documentário GradeAr.

 

CRÉDITOS

produção executiva e direção de produção: Julia Tolentino e Ana Paula Rabelo
roteiro: Alan Schvarsberg
fotografia: Emília Silberstein
montagem: Sérgio Azevedo
edição de som, captação de som direto: Camila Machado
trilha Sonora: Andressa Ferreira e Gutcha Ramil

PROGRAMAÇÃO DIÁRIA
Tag3 - Desenvolvimento Digital